China bloqueia buscas na internet com nome de possível presidente

As autoridades chinesas bloquearam neste sábado as buscas na internet com o termo “Xi Jinping”, nome do futuro principal dirigente da China, um dia depois da publicação de um artigo da agência Bloomberg sobre a fortuna da família.

A agência financeira Bloomberg compilou documentos públicos que, segundo o artigo, mostram que os investimentos da família do vice-presidente Xi Jinping alcançam US$ 376 milhões. Xi Jinping deve, a princípio, assumir a liderança do Partido Comunista chinês este ano e a presidência do país em março de 2013.

O artigo menciona que nenhum dos ativos é atribuído a Xi, sua esposa e sua filha e destaca que nada dá a entender que o vice-presidente ou sua família tenham cometido atos de fraude.

Mas as autoridades decidiram bloquear o acesso ao site da Bloomberg depois da publicação do artigo na sexta-feira, temerosas dos efeitos que podem ter sobre a opinião pública as informações sobre a riqueza dos dirigentes do país.

Neste sábado, a censura foi ampliada à busca na internet e microblogs do termo “Xi Jinping”. O acesso aos sites Bloomberg e Business Week permaneciam bloqueados. “O site Bloomberg.com está atualmente indisponível na China, em reação, acreditamos, a um artigo da Bloomberg publicado na sexta-feira”, declarou à o porta-voz da agência, Ty Trippet. As autoridades chinesas não comentaram a informação.

Deixe uma resposta